Foram relacionadas apenas as conquistas da ADCAP de cunho coletivo, obtidas nas esferas, administrativa, política ou judiciária, seja na informalidade ou dentro dos mecanismos formais:

1.     Assistência médica, hospitalar e odontológica para os empregados que se aposentem, com a participação na comissão especialmente instituída para estudar a possibilidade legal e viabilidade econômico-financeira do benefício;
2.     Criação da FENTECT, inclusive com reuniões e assembleias realizadas na própria sede da ADCAP;
3.     Transformação da Associação de Funcionários da ECT de Brasília no atual Sindicato (SINTECT-DF);
4.     Criação da Associação Brasiliense dos Aposentados e Aposentáveis dos Correios (ABRACO), quando a ADCAP, para que pudesse ser viabilizada a primeira reunião de fundação da ABRACO, cedeu sua sede;
5.     Criação da figura da incorporação de função nos Correios, com a Função de Apoio Gerencial (FAG), atual Função de Apoio Técnico (FAT), aplicável a todos os cargos da Empresa;
6.     Denúncia da situação de pré-liquidação do POSTALIS em 1995, por meio de Informativo extraordinário e histórico. A partir daí iniciou-se a reestruturação do Instituto que culminou, somente em 2008, com o Saldamento do Plano BD e a instituição do POSTALPREV, de Contribuição Variável;
7.     Derrubada do Projeto de Lei Postal que tramitou no Congresso Nacional em 1999, cujo texto original privatizaria a ECT entre outros malefícios, por meio da apresentação de projeto alternativo coordenado pela Direção da ADCAP, junto aos parlamentares e outros agentes da sociedade envolvidos com o setor postal;
8.     Manutenção do enquadramento do Administrador Postal como cargo de nível superior dos Correios (objeto de criação da ADCAP como Associação dos Diplomados do Curso Superior de Administração Postal – denominação alterada com a abertura para os outros cargos, inclusive de outros níveis, sendo preservada apenas a sigla);
9.     Reconhecimento das disciplinas/matérias do Curso de Administração Postal (CAP) como de graduação (nível superior), conjugadamente com a viabilização de convênios com Universidades/Faculdades para complementação da Faculdade de Administração, em regime de duração reduzida, em função do reconhecimento legal das disciplinas do CAP (objetivo de criação);
10.Ação junto ao Ministério do Trabalho/Conselho Federal de Mão de Obra, visando credenciar o cargo de Administrador Postal para fins de acumulação lícita de cargos na Administração Pública, nos casos do exercício de magistério;
11.Modelagem (e orientação aos associados) da ação jurídica para correção da data de admissão, considerando o tempo do Curso de Administração Postal (CAP);
12.Participação da ADCAP junto ao Grupo de Trabalho Interministerial (GTI) que tem por objetivo apresentar proposta de reformulação dos Correios (2009);
13.Aquisição de sede própria da ADCAP Nacional, em Brasília;
14.Conquista da manutenção da progressão de Referências Salariais obtida com a Curva de Maturidade para os casos de Brasília, com 100% de sucesso nos casos ingressados na Justiça;
15.Mobilização para criação dos SindCorreios, sindicatos do pessoal de nível técnico e superior dos Correios, com decorrentes ações judiciais até então sem sucesso nos Tribunais;
16.Contribuição decisiva para a obtenção, no Ministério Público Federal e no Tribunal de Contas da União, de recomendações/decisões favoráveis ao cumprimento dos requisitos para o exercício de funções de confiança/gratificadas na ECT, que estavam sendo realizadas ao arrepio do PCCS e do MANPES;
17.Retomada, em 2001, da aplicação dos mecanismos de carreira previstos no PCCS 1995, mediante proposta formulada pela ADCAP.
18.Apoio ao projeto denominado 1712, no que diz respeito à coordenação do movimento, nas articulações de natureza política e na sua sustentação financeira;
19.Atuação, ainda que informal, por não dispor a Associação de prerrogativa legal para representar formal e legalmente nesse mister os seus Associados ou a categoria, junto à FENTECT e à direção da ECT nas negociações de Acordos Coletivos de Trabalho, no sentido de evitar cláusulas não-isonômicas, principalmente as econômicas, tendo sido a participação da ADCAP decisiva para contornar impasses ao próprio fechamento de acordos;
20.Defesa intransigente e contínua da Empresa no que diz respeito ao assédio político e denúncia de manobras de uso político da estrutura da Empresa;
21.Movimento em defesa do monopólio dos Correios, conjuntamente com Associação dos Aposentados e Aposentáveis dos Correios de Brasília (ABRACO), fruto de Termo de Cooperação firmado entre as associações;
22.Convênio com instituição financeira (Geração Futura) para atender demanda dos associados no sentido de viabilizar oportunidades de investimento para nossos associados interessados;

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *