Notícias

Salariômetro Compara Ganhos dos Profissionais de Todo o País

Salariômetro Compara Ganhos dos Profissionais de Todo o País

25/02/2010 – 00h00 (Outros – A Gazeta)

Abdo Filho 
afilho@redegazeta.com.br

Uma ferramenta muito útil na hora de encontrar um emprego e também para quem está querendo contratar. O governo do Estado de São Paulo lançou ontem o Salariômetro, aplicativo online que calcula a remuneração média em empregos de todos os Estados brasileiros.

Por meio dele, o trabalhador consegue saber o salário médio de pessoas, de sua área de atuação, que foram contratadas nos últimos seis meses. Além disso, empresas também podem pesquisar a remuneração paga por outros empregadores. É possível saber, ainda, o número de contratações feitas no último semestre.

Os dados são fornecido para todos os Estados, mas no Estado de São Paulo também é calculado o salário médio por município.

O instrumento de pesquisa se baseia nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), ambos mantidos pelo Ministério do Trabalho e Emprego. O aplicativo foi desenvolvido em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas da Universidade de São Paulo (Fipe/USP).

O objetivo é mostrar ao trabalhador o salário pago para o cargo que ele procura em diferentes regiões brasileiras.

Por meio do Salariômetro é possível saber, por exemplo, que um clínico geral empregado no Espírito Santo nos últimos seis meses recebeu, em média, R$ 2.522. Enquanto isso, no Acre, o mesmo clínico recebe R$ 2.374, e em São Paulo, R$ 3.176.

A ferramenta também mostra que ainda existem diferenças salariais entre homens e mulheres, negros e brancos. Enquanto, na média, um engenheiro civil recebe, no Espírito Santo, R$ 3.618, uma engenheira recebe R$ 3.070 e um profissional que se diz pardo: R$ 3.147.

Para o governador José Serra, o Salariômetro pode estimular lutas e reivindicações dos trabalhadores por melhores salários, uma vez que é possível comparar diferenças salariais entre gêneros, cor e localidade de trabalho pelo sistema. “É um estímulo para os sindicatos, trabalhadores e empresas”, disse.

“É uma forma de o governo ajudar o mercado de trabalho a funcionar melhor. Não somente o paulista, mas também o brasileiro”, disse o secretário do Emprego e Relações do Trabalho do Estado de São Paulo, Guilherme Afif Domingos.

De acordo com Afif, o investimento para a construção da ferramenta foi de R$ 200 mil. A base de dados da ferramenta será atualizada todo o mês.

Saiba mais sobre os Salariômetro

Salário médio 
Para conhecer o salário médio de admissão, o usuário preenche um formulário em que informa o código referente à sua profissão, a faixa etária, cor, gênero, escolaridade, setor e unidade da federação. Em São Paulo, o Salariômetro informa também a remuneração por município.

Estados 
O Salariômetro calcula as remunerações médias nos 27 Estados brasileiros. Para o Estado de São Paulo informa os salários nos 645 municípios paulistas.

Caged 
Os cálculos do Salariômetro são feitos a partir dos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) e da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), bancos de dados mantidos pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) a partir de informações administrativas de todos os estabelecimentos do país.

Fonte: Site – salariometro.sp.gov.br/

 

Gostou! Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp